Oficina de Desenvolvimento(16hrs por semana)

NOME DO SERVIÇO, PROGRAMA, PROJETO E BENEFÍCIO SOCIOASSISTENCIAL:

 

Garotada Ativa é Garotada Feliz (Serviço de Proteção Social Básica)

OBJETIVO (S):

 

Criar as condições para o atendimento diário e continuado de crianças, adolescentes e suas famílias, que vivem em situação de vulnerabilidade social, a fim de favorecer novas oportunidades de convivência familiar, comunitária e de desenvolvimento pessoal e social, possibilitando acessos a experiências e manifestações artísticas, culturais e de lazer.

 

PÚBLICO-ALVO:

 

Crianças e adolescentes da comunidade São Miguel

 

ABRANGÊNCIA TERRITORIAL:

 

Comunidade São Miguel e adjacência

 

RECURSOS HUMANOS ENVOLVIDOS: Informar o número de profissionais, a função e o vínculo empregatício.

 

– Palestrante (serviço eventual – STDS);

– Um oficineiro de Desenvolvimento Pessoal (serviço eventual – STDS);

– Um oficineiro de Capoeira (serviço eventual – STDS).

 

 

RECURSOS FINANCEIROS QUE FORAM UTILIZADOS: Descrever os recursos financeiros, especificando a origem do (s) recurso (s), o valor que foi utilizado e os gastos.

 

Recursos proveniente do termo de convênio 02/2015 com a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado do Ceará (STDS)

 

ATIVIDADES REALIZADAS:

 

 

  • Oficina de Capoeira: Foi desenvolvido um espaço de atividade corporal ricamente preenchido por elementos culturais que teve como objetivo fazer com que os assistidos:

ü  Adquirissem maior consciência, disciplina e habilidades corporais;

ü  Conhecessem a história da capoeira, sua origem;

ü  Aprendessem movimentos e organização típicos da roda de capoeira;

ü  Aprendessem canções e ritmos típicos.

 

 

  • Oficina de desenvolvimento pessoal: tem como objetivo garantir um espaço de informação e reflexão de temáticas importantes para as crianças e os adolescentes.  Serão desenvolvidas dinâmicas de grupo e recursos variados como vídeos, exposições participadas, leitura de textos, dentre outros. Trabalharemos questões sobre drogas, sexualidade, inclusão e respeito às diferenças.

 

 

 

METAS PROGRAMADAS:

 

90 crianças/adolescentes

METAS EXECUTADAS:

 

90 crianças/adolescentes

 

FORMA DE PARTICIPAÇÃO DOS USUÁRIOS: A entidade deve descrever quais foram as estratégias utilizadas para favorecer a participação dos usuários, como no relatório de atividades deve conter como se deu a forma de participação dos usuários em todas as etapas do plano, como lista de frequência, fotografias, vídeos, relatório de planejamento ou reuniões em que constem a participação dos usuários.

 

O projeto foi realizado com base em uma metodologia participativa, eficiente e que acima de tudo coerente com os objetivos do projeto, a missão da entidade e com os valores da comunidade. Utilizamos recursos como linguagens lúdicas, com vistas a uma melhor qualidade nas ações, bem como vídeos e jogos.

 

Semanalmente foram desenvolvidas as seguintes oficinas:

 

·         Oficina de Capoeira (16h por semana);

·         Oficina de desenvolvimento(16 horas por semana);

 

Quanto a meta proposta cumprimos 100%, atendendo 45 crianças no turno da manhã e 45 crianças no turno da tarde, com as atividades relacionadas acima.

 

Quanto às famílias, observamos que estas reconhecem a instituição e as atividades realizadas em convênio com esta secretaria uma oportunidade de trabalhar em grupo e de reconhecer-se enquanto agente ativo na própria comunidade.

 

Houve um aumento gradativo da participação dos responsáveis pelas crianças e adolescentes, público alvo deste projeto, nas palestras promovidas pela instituição.

 

Na palestra com os usuários foi desenvolvido os seguintes temas: Marginalidade Infanto Juvenil, Trabalho Infantil, Drogadição e prostituição. Estas palestras ocorreram nos meses de Agosto, Outubro e dezembro de 2015.

 

Verificou assiduidade tanto no projeto quanto na escola formal, reduziu-se, desta forma, a evasão escolar.

 

Com o desenvolvimento deste mantemos o acesso a elementos da cultura, promovendo a reflexão sobre os costumes, as tradições e o respeito a diversidade e as diferenças, além do estímulo da criatividade e da singularidade de cada um, o que contribuiu para uma socialização crítica dos envolvidos.

 

RESULTADOS ALCANÇADOS:

 

Com o desenvolvimento do projeto em questão mantivemos o acesso a elementos da cultura, como a inserção das crianças e adolescentes na dança típica da Capoeira, o Maculelê, promovendo com esta ação a reflexão sobre os costumes, as tradições e o respeito a diversidade e as diferenças, além de estimular a criatividade e a singularidade de cada um, o que contribuiu para uma socialização crítica dos envolvidos.

 

Houve um aumento gradativo da participação dos responsáveis pelas crianças e adolescentes, público alvo deste projeto, nas palestras promovidas pela instituição.

 

Esta ação ultrapassa as paredes das salas de convivência pois observamos que as famílias reconhecem o projeto como uma oportunidade de aprender a aprender despertando nestes o desejo do reegresso na escola ou ainda a vontade de permanecer na escola e nas atividades oferecidas.

 

DIFICULDADES ENCONTRADAS:

 

Nenhuma dificuldade.

 

PROPOSTA PARA SUPERAÇÃO DAS DIFICULDADES:

 

Não se aplica.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.